If you continue to use this site, you consent to our Privacy Policy.

01 janeiro 2018

Contratos inteligentes - explicação simples


Contratos inteligentes são muito populares hoje em dia, mas o que são e quais problemas eles resolvem? O canal Savjee no Youtube, fez um excelente vídeo simplificado explicando como funciona os 'smart contract'. Confira abaixo e se as legendas em português não estiverem disponível, confira a transcrição do áudio feita por nós abaixo.

O termo "smart contract" foi pela primeira vez usado por Nick Szabo em 1997, bem antes do Bitcoin ser criado. Ele é um cientista da computação, jurista e criptógrafo, de modo que pouparei suas exatas palavras.

Mas em termos simples: ele queria usar um livro-razão distribuído para armazenar contratos. Agora, contratos inteligentes são exatamente como contratos no mundo real. A única diferença é que eles são completamente digitais.

De fato um contrato inteligente é atualmente um pequeno programa de computador que é armazenado dentro de uma blockchain. Vamos dar uma olhada em um exemplo para entender como contrato inteligentes funcionam.

Você provavelmente é familiar com o Kickstarter, a maior plataforma de arrecadar fundos. Pessoas podem ir ao Kickstarter, criar um projeto, configurar uma recompensa e começar a coletar dinheiro de quem acredita na ideia.

Kickstarter é essencialmente  um terceiro que se coloca entre os idealizadores e os doadores. Isto significa que ambos precisam confiar no Kickstarter para lidar com o dinheiro corretamente. Se o projeto for financiado com sucesso, a equipe do projeto espera que o Kickstarter os dê o dinheiro.

Por outro lado, doadores querem que seus dinheiros vão para o projeto se for concretizado ou obter um reembolso quando o projeto não atingir os objetivos. Tanto a equipe do produto como seus apoiadores têm que confiar no Kickstarter.

Mas, com contratos inteligentes, podemos construir um sistema similar que não requer um terceiro como o Kickstarter. Então, vamos criar um contrato inteligente para isso!

Podemos programar o contrato inteligente para que ele detenha todos os fundos recebidos até certa recompensa ser atingida. Os apoiadores de um projeto agora podem transferir seu dinheiro para o contrato inteligente.

Se o projeto for totalmente financiado, o contrato passa automaticamente o dinheiro para o criador do projeto. E se o projeto não atingir o objetivo, o dinheiro automaticamente volta para os apoiadores. Muito legal, certo?

E porque os contratos inteligentes são armazenados em uma blockchain, tudo está completamente distribuído. Com esta técnica, ninguém controla o dinheiro. Mas espere um minuto!

Por que devemos confiar em um contrato inteligente? Bem, porque os contratos inteligentes são armazenados em uma blockchain, eles herdam alguns interessantes propriedades.

Eles são imutáveis e são distribuídos. Ser imutável significa que, uma vez que um contrato inteligente é criado, nunca pode ser alterado novamente. Então, ninguém pode por atrás de suas costas manipular o código do seu contrato. E sendo distribuído significa que a saída do seu contrato é validada por todos na rede.

Então, uma única pessoa não pode forçar o contrato a liberar os fundos porque outras pessoas na rede irá detectar esta tentativa e marcá-la como inválida. A manipulação de contratos inteligentes torna-se quase impossível.

Os contratos inteligentes podem ser aplicados a muitas coisas diferentes, não apenas no financiamento colaborativo. Os bancos poderiam usá-lo para emitir empréstimos ou para oferecer pagamentos automáticos. 

As companhias de seguros poderiam usá-lo para processar certas reivindicações. As empresas de correios poderiam usá-lo para pagamento na entrega, e assim por diante...

Então, agora você pode se perguntar onde e como você pode usar contratos inteligentes. No momento, há um punhado de blockchains que suportam contratos inteligentes, mas a maior é o Ethereum.

Que foi criado e projetado especificamente para suportar contratos inteligentes. Eles podem ser programados em uma linguagem de programação especial chamada Solidity.

Esta linguagem foi criada especificamente para o Ethereum e usa uma sintaxe que se assemelha ao Javascript. Vale a pena notar que o Bitcoin também tem suporte a contratos inteligentes, embora seja muito mais limitado do que comparado ao Ethereum.

Então, agora você sabe o que são os contratos inteligentes e o problema que eles solucionam. Leia também como funciona a Blockchain (clique aqui) e a criptografia de chave pública (clique aqui).




~ Artigos recomendados para você:









Please Donate To Bitcoin Address: [[address]]





Donation of [[value]] BTC Received. Thank You.


[[error]]