10 dezembro 2016

Moedas do futuro - Entrando no mundo do Bitcoin #1

Atualizado - corrigido valor da pizza.

Vamos começar a entrar no mundo do Bitcoin começando por este artigo! Então, o que é bitcoin? 

*Para facilitar o entendimento, devemos esclarecer um ponto importante. Quando se usa Bitcoin (no singular e com B maiúsculo) estamos se referindo ao protocolo, software e comunidade que engloba os bitcoins (com b minúsculo) que são as moedas em si.

Bom, bitcoin é a primeira moeda digital descentralizada, são bens digitais que você pode enviar pela Internet. Comparada a outras alternativas bitcoins tem inúmeras vantagens:

  1. Podem ser transferidas de uma pessoa à outra via Internet.
  2. Sem passar por um banco ou intermediário.
  3. Isto é, as taxas são muito menores. 
  4. É possível usar em qualquer país.
  5. Sua conta não pode ser congelada.
  6. E não existem pré-requisitos ou limites arbitrários.

Existem várias corretoras de bitcoins, onde você pode trocar suas bitcoins por dólares, euros, reais e outras. Seus bitcoins ficam numa carteira digital em seu computador ou dispositivo móvel. Assim, enviar bitcoins é tão simples quanto enviar um e-mail e você pode comprar qualquer coisa com suas bitcoins. 

A rede do Bitcoin é protegida por indivíduos chamados mineradores. Mineradores são recompensados com bitcoin por seu trabalho de verificar as transações com o processamento de seus computadores. Uma vez que as transações são verificadas, elas são anotadas permanentemente em um livro público e transparente.

Hoje Bitcoin representa uma nova plataforma para a inovação. O software é completamente livre e qualquer pessoa pode revisar seu código. Bitcoin está mudando as finanças assim como a Internet mudou a imprensa. Quando todos têm acesso a um mercado global, grandes ideias florescem. Usar bitcoins é uma maneira interessante para reduzir custos operacionais. Não custa nada para começar a aceitá-las, e é fácil de instalar. Não há cancelamentos/estornos e você fará negócios adicionais a partir da economia Bitcoin.

Vamos conferir abaixo a história do Bitcoin. 

Era o ano de 2008, em um grupo de discussão The Cryptography Mailing um programador (ou programadores - afinal não sabemos da identidade do sujeito até hoje), de pseudônimo Satoshi Nakamoto apresentou uma criptomoeda descentralizada, a Bitcoin (símbolo: ฿; abreviação: BTC). Nesse grupo foi detalhado métodos de usar a tecnologia ponto-a-ponto (P2P - a mesma que você usa para baixar aquele filme/jogo via torrent) para criar um sistema eletrônico de pagamento. 

Então em janeiro de 2009 a rede Bitcoin entrou em existência com o lançamento do primeiro programa de código aberto e a emissão dos primeiros bitcoins. O primeiro bloco foi minerado pelo próprio Satoshi Nakamoto às 18:15:05 GMT de 3 de Janeiro de 2009 gerando uma recompensa de 50 bitcoins (ou 38 mil dólares - pela cotação de hoje, na qual 1 bitcoin vale U$772).

A primeira compra de um produto envolvendo bitcoin foi negociado por indivíduos em um fórum (clique aqui e confira na integra a conversa) em 22 de maio de 2010, com uma notável transação de 10 mil BTC usado para comprar indiretamente duas pizzas  por 40 dólares - sim essa pizza custaria cerca de 7 milhões de dólares. Clicando aqui você confere o endereço que recebeu a transação.

A partir de 2011 a moeda se fortaleceu no mercado, com a aceitação de doações em bitcoins para a Wikileaks e Electronic Frontier Foundation, a partir de então seu valor foi só aumentado assim como sua aceitação no mercado financeiro, chegando no valor mais alto no final de Novembro de 2013 valendo 1250 dólares. A moeda teve seus altos e baixo, casos como "Evolution - Maior mercado negro da Deep Web some com 12 milhões em bitcoins" e sua grande difusão no mercado da Dark Net (Leia - Deep Web verdades e mitos - A internet oculta [ESPECIAL]) mancharam a imagem da criptomoeda. Felizmente esse lado negro do bitcoin está sendo deixado de lado pela mídia, a privacidade e independência que a moeda proporciona aos usuários é mais destacável do que a compra de drogas  ilícitas online.

Usar bitcoins realmente garante o anonimato? Não. Todas as transações Bitcoin são armazenadas publicamente e permanentemente na rede conhecida como blockchain (é um tipo de banco de dados distribuído que guarda um registro de transações permanente e à prova de violação. O banco de dados blockchain consiste em dois tipos de registros: transações individuais e blocos.), o que significa que qualquer pessoa pode ver o saldo e as transações de qualquer endereço Bitcoin. Assim a identidade do dono de algum endereço Bitcoin permanece desconhecido até que informações sejam reveladas durante uma compra ou outra circunstancia. Este é um motivo pela qual os endereços Bitcoin só devem ser utilizados uma vez em casos que deseja-se anonimato extremo. Algumas moedas virtuais que nasceram após o bitcoin estão tentando trazer soluções para aumentar o anonimato das transações sem comprometer a transparência da tecnologia utilizada. Essas moedas que nasceram após o bitcoin são conhecidas como altcoins, ou seja uma alternativa ao bitcoin. 

Nós próximos artigos você entenderá como minerar, como trocar bitcoin por reais ou outras moedas, como ganhar bitcoins de graça e terá mais informações sobre as altcoins - e quem sabe ensino como criar sua própria moeda?

PARTE 2 - Como minerar bitcoin e altcoins, clique aqui para ler.




⇒Confira nosso curso hacker gratuito e também o de programação >>clicando aqui<<

Doe bitcoin: 1LQvNXRAUSbm39Fzg6o8rkQsebLrQkTpt

Please Donate To Bitcoin Address: [[address]]

Donation of [[value]] BTC Received. Thank You.
[[error]]

Publicidade:



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...