07 julho 2013

Brasil seria capaz de desligar a internet?

"Botão de desligar a internet" - Fonte: imagem encontrada no Google imagens

Há boatos que a Dilma desligará a internet se haver uma intensificação dos protesto que ocorrem no país, mas seria possível? A equipe do Limon Tec pesquisou e encontrou motivos de que isso não ocorra!

Como sabemos, toda máquina conectada à internet possui um endereço IP atribuído a ela, uma espécie de identificador que possibilita a comunicação. E para que ninguém tenha que decorar um monte de números estranhos, existem servidores de nomes (DNS) que atribuem endereços mais legíveis a esses IPs. Graças a esses servidores você pode digitar a URL “google.com” em um navegador web, em vez de “74.125.234.70”.

Esses servidores são a parte crucial do bom funcionamento da web e, portanto, derrubá-los traria grandes danos à World Wide Web inteira. Porém, ao contrário das muitas mensagens que circulam pela internet, esses servidores não formam o temido “botão desligar” da rede.

Há quem diga que todos os servidores-raízes da internet ficam em solo norte-americano, mas, como podemos ver no mapa abaixo, fornecido pelo root-servers.org, a informação é falsa. Há servidores como esses espalhados pelo mundo todo e inclusive no Brasil.

Servidores-raízes - Fonte: http://www.root-servers.org/map/
Aqui no Brasil os provedores nacionais de internet têm total autonomia, e “silenciar” a internet brasileira sem uma forte razão seria um trabalho bastante difícil. São milhares de provedores em todo o país, além de cabos submarinos de alta velocidade que nos conectam com o resto do mundo. Por definição, a internet é uma mistura de redes – e cada uma dessas conexões funciona como uma porta aberta para o mundo exterior. Quanto mais portas, mais difícil é o trabalho de fechá-las.

No entanto, uma ação judicial pode facilitar esse trabalho. Com a decisão de um juiz, todas as empresas que operam links internacionais se tornam obrigadas a inserir um filtro que controla a requisição de determinado conteúdo, mas o usuário poderia contorna isso usando proxy.

Um governo só tem capacidade de “derrubar” a internet em toda a nação se ele tiver um controle sobre os ISPs (Internet Service Providers) – ou, em português, um controle sobre os próprios provedores de internet. Estamos falando de cada uma das empresas espalhadas por todo o Brasil, que fornecem a internet para você. Mas como já havíamos mencionado aqui no Brasil os provedores nacionais de internet têm total autonomia, esse controle de ISPs só ocorreria em ação judicial.

Além disso, o próprio pai da web, Tim Berners-Lee, nega a possibilidade de que a rede possa ser desligada globalmente. Ele afirmou em uma entrevista que “Da forma como é projetada, a internet é bastante descentralizada. Hoje, como países se conectam uns com os outros de maneiras muito distintas, não existe um botão de desligar, ou seja, não há um local central onde você possa desligá-la” e isso serve para nos referimos ao Brasil, não há um botão de desligar no país.

Resumindo não é possível desligar a internet do Brasil, mas sim parcialmente restringindo acesso a determinado sites por meio de uma ação judicial que os provedores de internet seriam obrigado a cumprir.

Fontes: Artigos - Marco Mapa e Tecmundo



Publicidade:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...